RETOMADA PRESENCIAL: CLIQUE AQUI E CONFIRA TODOS OS DETALHES

Setembro Amarelo para conscientizar sobre a prevenção ao suicídio

O mês de setembro é lembrado, desde o ano de 2014, pela cor amarela, devido a campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio.

A data de 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, foi criada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), com objetivo de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção.

Neste ano, o slogan da campanha Setembro Amarelo é “Agir salva vidas” e visa alertar as pessoas sobre como identificar alguém que precisa de ajuda e tratamento psicológico.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), cerca de 800 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos. O Brasil registra, anualmente, cerca de 12 mil suicídios e, entre as causas mais comuns, estão os transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Não há como detectar seguramente quando uma pessoa está vivenciando uma crise suicida, mas ela pode dar alguns sinais que devem chamar atenção da família e de amigos, como:

Isolamento;

Tristeza persistente;

Mudanças bruscas de humor;

Falta de energia e perda de interesse em atividades que antes davam prazer;

Avisos como: “a vida não vale a pena”, “estou tão sozinho que queria sumir” ou “você vai sentir a minha falta”

Manter o equilíbrio da mente é essencial para estar saudável. Para isso, há dicas práticas que funcionam como ferramentas para organizar a cabeça e facilitar o trabalho do cérebro, que é impactado pelas mais diversas situações diariamente. O ideal é reservar espaços na agenda para gerenciar a saúde mental e, assim, melhorar aspectos físicos, sociais e emocionais. Veja:

Tenha momentos de autocuidado. Caminhe, cuide da pele, leia um livro ou assista a um filme prazeroso, etc.;

Exercite a mente com jogos, novos idiomas e novos aprendizados;

Pratique mindfulness, meditação e técnicas de respiração;

Movimente o corpo, pratique esportes, alongue;

Tenha uma alimentação saudável e equilibrada;

Mantenha sua rede de apoio e contato com amigos e familiares;

Durma bem e com qualidade;

Organize sua rotina, gerencie suas tarefas e agende seus compromissos;

Desacelere e desconecte, nem que seja por um período curto e estabelecido;

Cultive seu bom humor e agregue momentos de leveza na rotina;

Procure um profissional especializado para te ajudar a manter o equilíbrio mental, evitando problemas maiores.

Segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde, 90% dos casos de suicídio podem ser prevenidos, desde que existam condições mínimas para oferta de ajuda voluntária ou profissional. 

Na FADISMA, alunos e colaboradores têm à disposição o Programa de Apoio Psicopedagógico e Inclusão (PAPI). O atendimento é gratuito e pode ser agendado via e-mail: papi@fadisma.com.br ou WhatsApp: (55) 99601-2267.

Além disso, existe o CVV, uma das ONGs mais antigas do país, que atua no apoio emocional e na prevenção do suicídio pelo telefone 188 e também por chat, e-mail ou pessoalmente.

O site do Setembro Amarelo também possibilita ajuda a quem procura. Basta preencher seu país, estado e cidade, que, automaticamente, são encontrados profissionais capacitados para atendimento.

Unidade de Comunicação

comunicacao@fadisma.com.br

Imagem Formulário de Contato

Entre em contato

    Informa-se que a coleta e tratamento de dados pessoais pela Fadisma visa atender ao solicitado neste formulário, bem como para o envio de conteúdo institucional relativo aos serviços prestados por esta instituição, nos termos da nossa POLÍTICA DE PRIVACIDADE, a qual contém mais informações relevantes sobre o tema.
    Política de Privacidade